Você Usa a Embreagem Corretamente? Entenda mais...

Há uma série de dicas que você pode aplicar na condução do seu automóvel. A primeira delas, para evitar o desgaste prematuro do disco de embreagem, é soltar o pedal da embreagem suavemente após engatar a primeira marcha – em média a partir de uma rotação de cerca de 2 mil rpm. Com isso, o carro começa a andar e, assim, o sistema não ficará sobrecarregado a ponto de prejudicar o funcionamento de alguns componentes, como o próprio disco.

Além disso, você deve utilizar a embreagem somente em situações necessárias, como para as passagens de marcha.

Ou seja, nada de parar num sinal e ficar “segurando” o seu carro na primeira marcha com o pé fincado no pedal de embreagem. Neste caso, o recomendado é colocar o câmbio na posição neutro e engatar a primeira marcha somente após o sinal verde.

É preciso ainda dispensar aquele hábito de “descansar” o pé sob o pedal de embreagem. Essas práticas costumam provocar o aquecimento excessivo do sistema e também o desgaste prematuro das peças.

Outra dica é não utilizar a embreagem como freio numa rampa, por exemplo, que também causa o desgaste excessivo do disco de embreagem. Para tal, utilize somente o freio do carro.

Fora isso, jamais arranque com o câmbio em segunda ou terceira marcha. Utilize somente a primeira marcha e empregue as demais de acordo com a velocidade e também a rotação do motor.

Você já deve ter ouvido o termo “embreagem queimada”. Isso acontece quando o motorista promove uma aceleração forte e não solta o pedal de embreagem o suficiente. Esta prática faz com que haja desgaste maior nos componentes da embreagem e também um aumento do consumo de combustível. Sendo assim, faça uma sincronização correta do pedal de embreagem com o pedal do acelerador.

Comentários

Gostou dessa dica? Envie seu comentário